fbpx

Alunos do Colégio Puríssimo recebem Moção de Aplausos da Câmara Municipal

Na última quarta-feira (16), os vereadores Thiago Yamamoto (PSD) e Alessandro Almeida (Podemos), reconhecendo a importância dos trabalhos desenvolvidos pelo Colégio Puríssimo Coração de Maria, prestaram homenagem a estudantes.

A entrega da Moção de Aplausos, aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal, foi feita  ao grupo de alunos do projeto Pets Makers, integrantes da Empresa Júnior Puríssimo, por desenvolverem uma cadeira de rodas para uma cachorra que teve seus membros traseiros amputados após ser atropelada por um veículo em via pública.

Além de benefícios sociais, os estudantes desenvolveram conhecimentos na impressão 3D, na execução do trabalho em equipe e na dinâmica de uma empresa. As próprias peças da cadeira foram confeccionadas na impressora 3D do colégio, além de utilizar tubos de alumínio e sistema de presilha, muito usado na engenharia aeronáutica. Todos os alunos envolvidos foram fundamentais para o sucesso final.

Estiveram presentes na cerimônia representantes do Colégio Puríssimo Coração de Maria: Irmã Inez Terezinha Augusti, Huemerson Maceti, Thiago Bertolin e Filippi Ongarelli. O vereador Serginho Carnevale (DEM) também acompanhou a homenagem.

Cultura Maker

A Cultura Maker é uma extensão do Faça-você-mesmo, ou Do it yourself (DIY), que incentiva as pessoas a construírem projetos com as próprias mãos, de modo que elas trabalham a cooperação, criatividade, trabalho em equipe e resolução de problemas.

Porém, na educação, o foco da Cultura Maker está no processo de construção do produto e não no produto final, porque é um método que faz com que o aluno desenvolva o senso crítico e a capacidade lógica para que a multidisciplinariedade faça parte do pensamento de forma natural.

Dentro da Cultura Maker utilizada na educação, o professor não tem o papel de ensinar, e sim de mediar, ele acompanha e orienta no uso das ferramentas, porém, ele não participa do processo para que os alunos se desenvolvam integralmente, trabalhando a colaboratividade e a autonomia.

Com o Espaço Maker, há o enriquecimento na formação dos jovens para torna-los produtores de tecnologia e não apenas consumidores, há um impulsionamento da aprendizagem interdisciplinar, o protagonismo dos estudantes e traz temas relacionados a disciplinas de ciências, engenharia e matemática, com redução dos custos de equipamentos de fabricação digital, já presentes no laboratório de informática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Whatsapp Alessandro
Recebas Novidades    SIM NÃO