fbpx

Projeto classifica pacientes dialíticos em atendimento prioritário no município de Rio Claro

Foi aprovado em segunda discussão nesta semana o Projeto de Lei 35/2021, do vereador Alessandro Almeida (Podemos), que dispõe sobre a inclusão de pacientes de hemodiálise e diálise peritoneal no atendimento prioritário em filas, instituições públicas e privadas, espaços reservados em estacionamentos e no transporte coletivo.

A lei determina ainda que as empresas públicas de transporte e as concessionárias de transporte coletivo deverão incluir assentos devidamente identificados às pessoas em tratamentos dialíticos. O projeto assegura o atendimento prioritário desses pacientes em todo o município de Rio Claro.

O vereador explica a importância do projeto para pessoas em tratamento: “sabemos que esses pacientes enfrentam batalhas diárias devido à sobrecarga de cuidados que esses tratamentos exigem. O projeto visa equalizar a qualidade do atendimento em nosso município em suas mais variadas formas, sejam em instituições públicas ou privadas”, frisou.

A diálise é um procedimento conhecido como terapia de substituição renal e é realizada quando os rins do paciente não estão em condição de efetuar a função de filtrar o sangue. O tratamento consiste em retirar o sangue do organismo através de uma de via de acesso vascular e fazê-lo circular no interior do dialisador onde ocorrem as trocas de partículas entre o sangue do paciente e a solução de hemodiálise, resultando na eliminação de toxinas e do excesso de líquidos.

“Essa é mais uma conquista para nossa cidade, agora, cobraremos o Executivo para que essa lei seja sancionada o quanto antes”, finalizou o vereador.

(LEGENDA)

Alessandro Almeida – vereador do Podemos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Whatsapp Alessandro
Recebas Novidades    SIM NÃO